1984 (George Orwell)

Resenhas Fev 25, 2020

1984 é uma obra escrita pelo britânico George Orwell e publicada em 1949. Ambientada em um futuro relativamente distante de sua época, o romance se passa em uma distopia totalitária, cujas características sociais e econômicas permeiam toda narrativa.

O protagonista, Winston Smith, é um funcionário público que trabalha no ministério da verdade, órgão responsável por manipular documentos e textos passados a fim de controlar a opinião pública. Apático perante a sociedade em que está inserido, Winston em determinado momento passa a questionar o modelo onde vive e seu papel dentro de um sistema tão radical e tóxico.

O mundo aqui encontra-se dividido em três superestados que estão sempre em guerra, sendo Oceania onde o protagonista reside. Este por sua vez é comandado por uma figura conhecida como Grande Irmão (Big Brother), que apresenta práticas de todo grande líder totalitário. Estes comportamentos são levados a extremos através da assustadora imaginação de Orwell, e que se tornam ainda mais macabros pelo questionamento que levanta: poderia nosso próprio mundo chegar a cenários parecidos?

A “homenagem” feita pelo reality show, Big Brother, fica muito clara quando conhecemos melhor as residências de Oceania, vigiadas por câmeras de forma obrigatória. Mas o ataque as liberdades individuais não param por aí, pois o estado aqui também controla matrimônios, meios de produção e tantos aspectos mais.

Um dos gatilhos que Winston acordar a isso tudo é seu papel dentro do ministério, que alterando documentos históricos e manipulando dados sobre tudo que cerca o governo, aplicam na população uma lavagem cerebral sem igual. O habitante comum de Oceania não sabe realmente quem foi, onde vive, ou mesmo quem é. Contra quem é a guerra? Por que ela acontece? Quem está vencendo? Estas perguntas passam tanto tempo sem resposta que param de ser feitas, e com as constantes revisões de publicações antigas de jornais, passa a ser impossível acompanhar o desenvolvimento de sua própria realidade. Winston sai então em busca de conhecimento antigo, enquanto se envolve com a misteriosa Júlia e um partido revolucionário opositor ao atual governo. George Orwell através de sua narrativa consegue trazer esta paranoia ao protagonista e a nós, desbancando um sentimento de onipresença do leitor, fazendo nos crer ainda mais que tais absurdos poderiam ser reais.

Esta foi uma das primeiras obras de cunho político que li, e particularmente acredito ter sido um ótimo começo. Por meio de uma história de amor envolvente e proibida, a narrativa encontra energia suficiente para nos fazer refletir sobre sociedade e estado sem perder o folego, tornando oo texto muito mais acessível se comparado a grande parte dos livros de política em geral.

Ah! Não acredite que encontrará aqui críticas limitadas a nossa tão simplista divisão entre esquerda e direita, ou que a distopia de George Orwell é uma espécie de desilusão com o socialismo. Como afirmado pelo próprio autor, politicamente muito ativo, 1984 nos traz um alerta sobre excessos já mostrados por fascismo e comunismo, por exemplo.

Este talvez seja um dos livros mais importantes do século e que para mim foi de grande valor na construção de pensamento e senso crítico, espero que para ti também seja. Não deixe de conferir seu impacto cultural, como o oitavo disco de estúdio de David Bowie “Diamond Dogs”, e outras obras claramente inspiradas por ele, como “V de Vingança” de Alan Moore. Passe no nosso Instagram para discutirmos sobre a obra e não se esqueça que comprando através de um dos links abaixo você ajuda este conteúdo a chegar a mais pessoas.

1984 – Companhia das Letras - https://amzn.to/32qv7us

1984 - Edição Especial - https://amzn.to/2VnQawo

Diamond Dogs de David Bowie no Spotify - https://open.spotify.com/album/72mfhbEsMtXR6s7v9UhKe3

V de Vingança HQ – Panini - https://amzn.to/3c4W4Iy

V de Vingança – Bluray - https://amzn.to/2TeNXAH